Novembro de 2017

Todo ano eu repito a mesma coisa: meu mês preferido para ir ao Tahiti é novembro. Novembro passado, estive pela sétima vez no para...



Todo ano eu repito a mesma coisa: meu mês preferido para ir ao Tahiti é novembro.

Novembro passado, estive pela sétima vez no paraíso, por dez ensolarados dias. Que viagem.

Dessa vez, optei por ir via Los Angeles, com a American Airlines até lá, e com a Air Tahiti Nui de Los Angeles até Papeete (as duas companhias tem codeshare).

Todos que me lêem já sabem da minha implicância com a LATAM no trecho Santiago até Papeete. Também não gosto da periodicidade dos voos (uma vez por semana). Além disso, quis aproveitar a Black Friday na terra do Tio Trump (ops, Tio Sam), conhecer, enfim, Los Angeles e retornar a Vegas, depois de mais de quinze anos.

A viagem ficou assim:

2 noites em Papeete, no InterContinental
2 noites em Taha'a, no Le Taha'a (com upgrade para bangalô de praia de dois quartos)
2 noites no Pearl Beach Bora Bora (hotel que eu ainda não conhecia e é ótima opção para quem quer economizar, além de ter uma praia per-fei-ta)
2 noites no InterContinental Thalasso (ah, o Thalasso, my sweetheart - agora com alguns bangalôs com piscina)
2 noites no reformadíssimo e interessante Conrad, antigo Hilton.

Fiz apenas dois passeios: um com Okeanos, catamarã novo em folha, do hotel Pearl, que sai fim de tarde para ver o pôr do sol (um espetáculo!), e o outro foi o parasail, que é imperdível.

Em breve contarei sobre cada um dos hotéis e as mudanças que vi de 2016 para cá, ou o que achei daqueles que ainda não conhecia.






COMPARTILHE

TAGS:

sobre a autora

Posts Relacionados

0 comentários