Bruno e Vivi no Tahiti. Até rimou...

Querida Vivi, Muito obrigada pelo belo relato. É sempre bom reviver o Tahiti por outras lentes. E obrigada também pelo carinho...








Querida Vivi,

Muito obrigada pelo belo relato. É sempre bom reviver o Tahiti por outras lentes. E obrigada também pelo carinho comigo.
Demorei um pouquinho para publicar porque eu estava fora. Depois, não conseguia subir as fotos (resolvido, em seguida, com a sua ajuda e boa vontade de enviar de novo).
Adorei a dica do voo que fica algumas horas na Ilha de Páscoa.
Sabia que vocês iam AMAR a Polinésia. É tão mágico e envolvente que, até hoje, não conheci ninguém que não tenha gostado.
Desejo uma vida linda ao casal, cheia de dias ensolarados. E claro, muitos retornos ao Tahiti!

Beijos,
Andressa





 Como eu estava ansiosa para escrever esse relato! Pois isso queria dizer que já tinha conhecido o paraíso na Terra rsrsrs. Meu sonho e o do meu marido Bruno era conhecer Bora Bora. Há anos vi este lindo lugar por fotos e coloquei na minha cabeça que faria de tudo para conhecer este paraíso. E graças a Deus pude realizar esse sonho. 

Antes de marcar a data do casamento há 2 anos atrás, decidimos primeiramente o lugar da lua de mel (não foi muito difícil escolher, pois o nosso sonho era passar a lua de mel em Bora Bora). Descobrimos através de pesquisa na internet que a melhor época para ir era de maio a outubro, época de menos chuvas, apesar de ser inverno lá. Portanto decidimos que nosso casamento seria dia 06/05/17! Mas estava muito cedo para fechar a viagem (ainda não tinha pacote disponível) e esperamos dar o tempo certo para correr atrás (uns 10 meses antes). Isto já mostra nossa ansiedade em garantir nossa lua de mel dos sonhos rsrsrs. Foi nessa pesquisa que achei o site da Andressa! Parecia que tinha descoberto uma mina do tesouro... Todas as dicas, opiniões e experiências que gostaria de saber. Vi que tinha uma agência local de confiança, mandei uma mensagem e ela me respondeu bem rápido e dando todas as sugestões possíveis. Não poderia deixar de agradecê-la por toda ajuda gratuita que ela nos deu. Como tantas outras pessoas já te disseram, Andressa, você é um anjo que nos guia para fazermos as melhores escolhas e nos preparar para qualquer imprevisto. Entramos em contato com essa agência do Tahiti e Andressa nos deu todo o suporte do que valeria a pena ou não fechar.


Nosso roteiro ficou 1 dia em Papeete, 2 em Moorea e 4 em Bora Bora. Compramos nossa passagem pela LATAM por ser mais perto e mais barata do que ir via Los Angeles. Só lembrando um detalhe importante que aprendi aqui no blog de Andressa, comprar o trecho São Paulo -  Papeete sai mais barato que Santiago – Papeete. Pesquisava essas passagens toda hora, tanto pelo computador quanto pelo celular. Achei um voo pesquisando pelo celular no site da LATAM que não achava ao pesquisar pelo computador, que apresentava uma duração maior, porque tinha uma conexão de 10 horas na Ilha de Páscoa. Saia de São Paulo de 23:00 da noite, chegava em Santiago de 03:00 e saia para Ilha de Páscoa de 09:30 da manhã (fizemos uma reserva no Holliday Inn Airport Santiago para dormir nesse período de conexão, só é atravessar a rua ao sair do aeroporto e você já está no hotel). Chegamos na Ilha de Páscoa de 13:00 horário local e nosso voo para Papeete só sairia às 23:50 da noite. Escolhemos esse voo com o objetivo de conhecer alguns pontos turístico na Ilha de Páscoa como os moais e partir a viagem para ficar menos cansativa (melhor coisa que fizemos). Ao chegar no aeroporto da Ilha de Páscoa, tinha um táxi que fazia um tour nos principais pontos turísticos da ilha como vulcões, o fábrica de moais, Orongo, Tongariki, etc. Valeu muito a pena! Lugar único e de muita paz!

Ao chegar em Papeete, nossa pastinha com todos os nossos vouchers já estava a nossa espera juntamente com os colares de flores e o transfer. Não tivemos problema nenhum. Tudo saiu como programado. Em Papeete íamos ficar no Hotel Tahiti Nui já que só íamos dormir para viajar no outro dia para Moorea, mas houve umas tempestades fortes em fevereiro, o Hotel sofreu e está fechado até agosto. Daí Herald nos colocou no Hotel Sarah Nui, pertinho do Ferry, mas é mais antigo e sem grandes luxos. Era um pouco mais barato e recebemos a diferença. Logo pela manhã em Papeete, meu marido fez um voo acrobático muito massa. Ele ama aviões e foi um sonho para ele. O visual é de tirar o fôlego. Eu só fiquei olhando rsrsrsrs.

Mais tarde pegamos o Ferry para Moorea e chegamos no Sofitel Moorea! No transfer conhecemos logo um casal de brasileiros em lua de mel também  (muitosss brasileiros no Tahiti nesse período, teve gente perguntando se era férias no Brasil em maio rsrsrs). Amamos o Sofitel! Você chega e já recebe uma toalhinha para limpar as mãos com cheirinho de Jasmin e um copo de suco de abacaxi! A cara do Tahiti, café da manhã perfeito (fizemos meia pensão), funcionários muito simpáticos e a praia nem se fala; PERFEITA! Ficamos no bungalow do jardim (adoramos). Fizemos um passeio para nadar com Golfinhos que tinha que ir para o Intercontinental. O Intercontinental parece ser maior, mais estilo esses resorts internacionais que tem em outros lugares e a praia bonita, mas não se compara com a do Sofitel. Parece ser muito bom também, mas se eu voltasse para Moorea, ficaria novamente no Sofitel. 

Após dois dias, fomos para Bora Bora! Estávamos explodindo de ansiedade. Nós ficamos tão maravilhados com Moorea, como Bora Bora poderia nos surpreender mais? Mais surpreende e muitooo! Ficamos do lado esquerdo do avião para ter a visão privilegiada da chegada na ilha e assim foi feito! Eu não sabia se filmava, se tirava foto, se olhava e ficava babando kkkkk. É simplesmente perfeito. Em Bora Bora ficamos no Le Meridien. Nós estávamos querendo ficar no Intercontinental Thalasso que é o queridinho da Andressa e realmente, pelas fotos, é um resort com muito luxo, bangalôs imensos e uma praia muito linda. Mas descobrimos que na época que iríamos, estaria em reforma e não quisemos arriscar. Decidimos ficar no Bungalow Overwater Premium com visão para o monte Otemanu (The best position :D) e meia pensão. O bangalô é menor que o do Intercontinental, mas é o que tem o maior chão de vidro em Bora Bora. Eu não parava de tirar fotos lá rsrsrs. Apresenta toda uma decoração típica, super lindinho! Amamos! Fomos recebidos no hotel ao som de um instrumento que anuncia nossa chegada (não sei o nome), colar de flores, suco de manga e toalhinha com cheirinho de jasmin (Aiii que saudade). A praia e o visual lindo de morrer!




  

  


Decidimos fazer os passeios para alimentar tubarões e arraias. Sensação única, não nos sentimos ameaçados em nenhum momento. Na realidade, eles nem ligam para você. No dia de passeio o dia ficou nublado, pois soubemos que passou um tornado em alguma região e as nuvens eram resquícios da tempestade, mas não atrapalhou nosso passeio. Durante toda nossa viagem só deu uns 2 ou 3 chuviscos rápidos. Ou estava nublado ou fazia sol.

Fizemos também o passeio do Parasailing (estava nublado na hora e deu umas rajadas de vento que, não vou mentir, deu um pouquinho de medo rsrsrs), mas é um passeio de uma beleza incrível. Vale muito a pena. E fizemos o do jet ski, o melhor para nós. Com direito a rodar toda a ilha, parar para comer um coquinho, laranja e tomar um banho em uma lagoon e curtir a beleza do lugar.
Além de curtir o resort, sua belíssima praia privativa (oferecem bóias, SUP, caiaque, passeio de barquinho). Foram dias muito felizes, com certeza! Nunca repeti tanto essa frase:  “ Que lugar mais lindo”!  É um lugar único, mágico, maravilhoso! O que poderia ter feito diferente, se eu pudesse, seria fica mais uma semana lá. Sai com a sensação de que tenho que voltar. A dor do parto é muito dolorosa rsrsrsrs.







No nosso último dia, Andressa me manda uma mensagem dizendo que estava tendo uma greve no aeroporto de Papeete e com certeza nosso voo seria adiado. Não vou mentir, que a vontade é que eu só pudesse voltar na outra semana kkkkk. Chegando no aeroporto de Papeete confirmamos a notícia, o voo estava previsto para sair ás 07:40 da manhã (antes estava marcado para 03:00). Tínhamos reservado um day-use no Le Meridien Tahiti e foi a nossa sorte. Transformamos em uma diária e dormimos lá até decolar. Só houve um atraso de 4-5 horas (foi o nosso único problema com relação aos voos, todos os outros saíram no tempo certo). Agradeço novamente a Andressa por este alerta que ela deu. Senti-me bastante segura! Pessoa especial que manterei contato e continuarei acompanhando suas histórias. Obrigada! E também agradeço a Herald que quando vimos, já tinha resolvido nossa vida em Papeete.




Dormimos no Holiday Inn Airport Santiago na volta também para quebrar a viagem e super indico. Não nos sentimos tão cansados quanto estávamos imaginando que iria ficar. E como somos de Recife, ainda tínhamos outro trecho pela frente.

Foi a nossa lua de mel dos sonhos! Apesar de tantos outros lugares que temos para conhecer pelo mundo (amamos viajar), nós chegamos à conclusão que é um lugar que nós queremos voltar (se for da vontade de Deus), nem que seja para comemorar alguma boda de casamento rsrsrs.  A saudade já bateu forte!

Beijo grande, Andressa!

Vivi
















COMPARTILHE

TAGS:

sobre a autora

Posts Relacionados

0 comentários