BORA BORA, A MENINA DOS OLHOS DE TODOS NÓS

     Ainda que eu goste de Moorea e adore Rangiroa, Bora Bora é a minha queridinha!    Descer n...

     Ainda que eu goste de Moorea e adore Rangiroa, Bora Bora é a minha queridinha!

   Descer nesta ilha, pela segunda vez, me provocou a mesma reação da primeira: fiquei muito emocionada. E mesmo escurecendo e caindo um pouco de chuva quando pousávamos, Bora Bora sempre mexe com as minhas emoções e me remete à sensação de felicidade e bem estar antes sentida. Muito prazer em revê-la, ilha dos sonhos!



        Ficamos hospedos no InterContinental Thalasso novamente. 

     Na minha opinião, após ter conhecido o Le Moana e o Le Meridien, este hotel segue na dianteira. Ele é exclusivo, bem cuidado, excelente atendimento, o SPA é maravilhoso a e vista, de tirar o fôlego.

     Gostei de voltar e descobrir que a internet hoje é gratuita (em 2010 custava uma pequena fortuna por hora). O que mudou foi o barco que leva os hóspedes até o InterContinental Le Moana, na ilha principal e atrás da praia Matira: os trajetos no período da tarde e noite são cobrados, a menos que o hóspede saia de manhã. Se sair a tarde ou a noite, terá de pagar para ir e voltar! Não gostei muito disso mas entendi o motivo. O hotel não quer que o pessoal saia para jantar, e sim fique por lá mesmo.




       Passamos quatro dias por lá, no fim de abril. Estava quente, mais abafado que da outra vez (outubro), mas bem suportável. Choveu algumas vezes, por pouco tempo. Em um dos dias, porém, choveu bastante.

     Preciso lembrar aos futuros viajantes de não esquecerem de levar um kit remédio completinho a este lugar remoto. Tive uma amidalite feia por conta do sol forte combinado com ar condicionado e, não fosse o antibiótico que levei, certamente teria que receber a visita do médico. Nada, porém, que tenha atrapalhado os meus dias.


     Na outra viagem, nadamos com tubarões e arraias e fizemos passeio de jet ski. Dessa vez, optamos pelo parasailing e posso garantir que é o passeio mais lindo que existe por lá.

     O próximo post será apenas com as fotos de lá de cima e, acreditem, é sensacional. O degradê de azul é simplesmente impressionante!!!

   E aos que tem medo de altura, vão por mim: façam o passeio que não vão sentir absolutamente nada. Sou uma das pessoas que mais tem medo de altura, mas tomei coragem e fui. E juro que não dá para sentir medo!!! Quem sabe seja a magia do Tahiti que nos entorpece!!!


     Aproveitamos muito a estrutura do hotel! E certo dia, como muitos casais já foram ao Tahiti por minha indicação e a conciérge Laure sabia disso e já me conhecia de 2010, fui agraciada com uma diária no SPA, que é sensacional. O Deep Ocean Spa tem excelente estrutura e a massagem com óleo de Monói foi a minha preferida! Recomendo!



      Como contei no post sobre Rangiroa, as noites eram de lua cheia, um romantismo só! Os jantares no restaurante Sands, na areia mesmo, foram perfeitos, com a lua sempre de testemunha.


     Na nossa última manhã no Thalasso, tivemos a satisfação de conhecer o dono do hotel, Sr. Richard Bailey que, por acaso, tomava café no mesmo horário.

     Tive a oportunidade de contar a ele sobre o blog, sobre os casais, a maioria em lua de mel, que vão até o paraíso e voltam encantados. Contei um pouco sobre nossa cultura, sobre o quão distante o Tahiti do Brasil em diferentes maneiras é e que as distâncias vem sendo encurtadas, por um motivo ou por outro.

     Foi ele quem me disse, o que não me causou surpresa, que os brasileiros estão em terceiro no ranking de nacionalidades que visitam o Tahiti, estando os japoneses e os americanos ocupando o primeiro e segundo lugares. Viram só?!


    Se eu pudesse, se o aéreo não fosse tão exorbitante (esse ano aumentou significativamente!) e nem estivéssemos tão longe, faria desse pedacinho de paraíso, meu refúgio.

          Mas, quem foi que disse que o paraíso é logo ali???


COMPARTILHE

TAGS:

sobre a autora

Posts Relacionados

6 comentários

  1. Ai, meu deus! Que fotos!!!! Fico só babando com esses posts espetaculares. Preciso voltar ao Tahiti. A cor da água é uma loucura. Paraíso mesmo.

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Claudia,

    Que coincidência! Eu estava lendo sobre NYC no viajarpelomundo.com agora mesmo!

    Volte logo ao Tahiti. Para reviver as sensações de outrora e as que estão por vir!

    Beijos,
    Andressa

    ResponderExcluir
  3. Encontrei o lugar certo rsrsrsr Adoro mar, sou uma golfinha ..........
    Obrigada pela visita lá no meu turquezzavariedade.
    Leve esta postagem lá para minha Viagem pelo Mundo, vai ficar linda na Blogagem Coletiva.
    Boa semana.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jô!

      Então o Tahiti é o seu lugar. Acho que vc ia se apaixonar pelo lugar!

      Como faço para levar o post até lá?

      Beijos,
      Andressa

      Excluir
  4. Ai Ai... como é bom voltar no tempo com essas fotos, esse pedacinho do paraíso sempre me trará boas recordações e paz de espirito todas as vezes q eu ver algo de lá. To mega ansiosa pelas fotos do parasailing!! Parabéns pelo post, pelo blog, por tudo... ;)bjo dinda

    Zellany Viana

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Minha querida,

      Eu sei que o Tahiti está guardado em um cantinho bem especial do seu coração.

      Tenho novidades para você, mas por enquanto é segredo.

      Beijos enormes,
      Andressa

      Excluir