André e Vivi no Tahiti. Até rimou!

Queridos,  Ah, como fico feliz em saber que tudo foi perfeito! Que legal terem gostado. Meus mais sinceros votos de felicidades ao ca...

Queridos, 
Ah, como fico feliz em saber que tudo foi perfeito!
Que legal terem gostado.
Meus mais sinceros votos de felicidades ao casal.
Beijos, 
Andressa
Ps.: no pacote, fica mais em conta dormir no IC Papeete do que em outro hotel, por incrível que pareça.
Exiba tahaa-vivi-andre5.JPG na apresentação de slides

 Oi Andressa,
  Antes de fazer o relato, gostaria de  agradecer muito a você pela forma gentil e rápida que você sempre respondeu nossas dúvidas e questionamentos. Você foi de uma importância gigantesca para a realização da nossa lua de mel dos sonhos.
 Gostaria também de pedir desculpas pela demora em escrever este relato :P
 Nossa lua de mel foi perfeita como é a da maioria das pessoas que resolvem ir à Polinésia Francesa. Não tem como errar indo para aquele paraíso e nós estivemos lá no finalzinho de Março e inicio de Abril.
 Seguimos diversas dicas passadas no blog, e assim que resolvemos que nossa lua de mel seria lá, iniciamos a busca pelas passagens e por sorte ainda em Setembro de 2012 encontramos as passagens em "promoção" pela LAN, por algo em torno de US$ 3100,00 o casal. Acho que tivemos muita sorte mesmo porque ouvimos por ai que esse preço estava sendo cobrado por pessoa em Dezembro e Janeiro.
 Os vôos durante a ida (Recife-Guarulhos-Santiago-Pascoa-Papetee) foram todos pela Tam-Lan e não sofreram alterações que viessem a comprometer nosso pacote, mas houve mudança no horário de saída do vôo de Santiago para Ilha de Páscoa. Em nossos bilhetes constava um vôo que saiu duas horas depois do que estávamos preparados. Confesso que cansa demais ficar de aeroporto em aeroporto sem um lugar pra tomar um banho e deitar pra relaxar um pouco. Na próxima acho que iremos ficar uns dias no Chile tanto na ida como na volta rsrsrsrsrsrs. Bem o cansaço que sabíamos que iriamos enfrentar foi um dos motivos que nos fez optar por um pacote um pouco diferente do que a maioria dos casais optam quando vão pela primeira vez à Polinésia Francesa.
 Fizemos um pacote que nos deu uma noite em Papetee no Intercontinental, três noites em Taha'a no Le Taha'a Private Island and Spa e três noites em Bora Bora no Intercontinental Thalasso & Spa. Fizemos o Ambassador também conforme dica encontrada no blog e apesar dele não valer em Taha'a, valeu a pena nos outros dois hotéis.
 A chegada na Polinésia foi tranqüila e a van estava nos aguardando conforme informado pela nossa consultora de viagens. Chegamos às 2h da madrugada no Intercontinental. Pela manhã tomamos nosso super café da manhã, que era o mais completo de todos os hotéis que ficamos lá e fomos fazer o check out já de partida para a Ilha de Taha'a. Sinceramente, não sei se vale tanto a pena ficar no Intercontinental nessa primeira estadia porque, tirando algumas fotos que a gente sempre tira, realmente só se aproveita o café da manhã. Confesso também que não tenho idéia dos preços de hotéis mais modestos por lá para saber se faz tanta diferença mesmo. Na dúvida, fomos no certo para não errar.
 Saímos de Papetee através do aeroporto e fomos à Raiatea, a Ilha irmã de Taha'a, onde uma embarcação do nosso hotel estava esperando a nós e mais três casais (um deles do Rio de Janeiro que ainda iam para Bora Bora e de lá iam para Nova Zelândia).
 Optamos por Taha'a por acharmos que seria uma ilha/resort bem mais tranquila, calma e intimista que os resorts encontraríamos em Moorea. Era isso que estávamos procurando, principalmente para os primeiros dias após a cansativa viagem e todo o estresse dos preparativos do casamento, e definitivamente foi o que encontramos por lá.
 A ilha onde o Resort fica é linda e a água muito transparente. Os bangalôs são muito aconchegantes e em ótimas condições. Mas o que mais gostamos de lá, não sei se pela pequena quantidade de pessoas que estavam no resort enquanto estivemos hospedados, foi a atenção dada por todos os funcionários do Hotel. Para se ter uma ideia, no primeiro dia, estávamos muito cansados e nos adaptando ao fuso de lá então dormimos "inconscientemente" às 17h quando, na verdade, queríamos apenas descansar e para nossa sorte, às 20h, o telefone do nosso quarto tocou e era o pessoal da recepção perguntando se não iríamos jantar naquela noite ou se desejávamos pedir algo pelo serviço de quarto. Achamos aquela atitude bem legal e observamos esse clima durante todo o resto de nossa estadia em Taha'a.
 Contratamos, no próprio Hotel, um passeio para conhecer a Ilha de Taha'a. O passeio foi bem legal e durou uma manhã inteira. Visitamos um mirante num dos pontos centrais da ilha e de lá fomos à uma fazenda de baunilha em uma aventura divertida literalmente ladeira abaixo. Fomos por uma estradinha de barro "super-ultra-hiper-mega" esburacada e acho que balançamos o suficiente pelo resto da lua de mel :D. De lá da fazenda de baunilha fomos conhecer as técnicas de cultivo das ostras que são usadas para produzir as famosas pérolas da Polinésia Francesa. Bem legal a explicação de como fazer as pérolas de diferentes cores, inclusive a tão falada pérola negra.
 O café da manhã em Taha'a foi quase tão bom quanto o de Papetee, e os jantares também são muito apetitosos. Todos os dias ganhávamos uma garrafa de água e algumas frutas tropicais, mas uma dica legal para tentar fugir dos preços estratosféricos de lá é que no aeroporto de Raiatea tem uma lanchonete que tem um preços um pouco melhores de refrigerantes, água, cervejas e salgadinhos. Tinha até cervejas Belgas que eu claro fiz o estoque pros 3 dias que estive por lá ... rsrsrsrsrsrs
 Ao final do terceiro dia de estadia no Le Taha'a fomos, com os corações apertados de saudade de Taha'a, para a tão famosa e esperada Ilha de Bora Bora.
 Bora Bora é maravilhosa em todos os sentidos. Ainda no avião, ficamos do lado esquerdo conforme dito no blog também e registramos tudo que pudemos registrar em fotos. Lindo demais. Azuis e mais azuis que eu já havia visto nas águas em Taha'a, se intensificaram e aumentaram e o que eu já achava perfeito até então, ficou ainda mais.
 No aeroporto de Bora Bora já se nota um movimento bem maior de pessoas e cargas que o movimento de Raiatea. Pegamos o barco da Rede Intercontinental e rumamos para o Thalasso. De lá, o barco segue para o Le Moana. Passamos por outros Resorts como o Four Seasons e o St. Regis que são tão (ou mais) imponentes quanto o Thalasso.

Ao desembarcar no Thalasso, já entramos num carrinho de golfe com as bagagens rumo à recepção. Fizemos o check-in e partimos num tour pelo hotel também num carrinho de golfe. As instalações do resort são coisa de cinema, tudo perfeito e muito bem cuidado. Vimos os restaurantes, piscina, acesso ao Spa etc e fomos ao nosso bangalô.
 Nossa, outra perfeição. Não quero comparar o bangalô de Taha'a com o de Bora Bora porque a atmosfera de Taha'a foi perfeita para nossa lua de mel, mas os bangalôs do Thalasso são de deixar qualquer pessoa normal abismado com tanto luxo e beleza. Entramos e já fomos direto para a água ... hehehehehe
 Reservamos o jantar no Reef e nesse dia era o dia de comidas de todo o mundo junto com o show de dança da Polinésia. Minha esposa até arriscou uns passos lá no palco e eu registrei tudo :D. No dia seguinte fizemos o passeio de nado com as arraias e tubarões e foi muito legal. Muitos peixes, corais e as arraias literalmente nos beijando rsrsrs. Fizemos também no último dia, o passeio de jet ski e eu indico bastante também ... legal demais. Tentamos fazer o parasailing, mas estava tudo lotado para os dias que estávamos por lá, então recomendamos a quem realmente queira fazer que agende com a agencia de turismo no mesmo pacote ou assim que chegar em Bora Bora fale logo com o serviço do hotel. Tentamos falar com a consultora da agência que tratou todo nosso passeio, enquanto estávamos em Taha'a, para agendar esse parasailing em Bora Bora, mas não tivemos resposta a tempo e ficamos sem o passeio. Resolvemos então aproveitar o SPA do Thalasso e valeu muito. Para quem não quiser gastar horrores nos super-ultra tratamentos oferecidos, vale pegar uma massagem mais simples somente para ter acesso ao resto do SPA.
 Na nossa última noite em Bora Bora, resolvemos jantar no Sands. Pessoalmente eu achei melhor que o Reef. Uma cena super engraçada então deu-se durante nosso jantar. Dois casais de americanos (Sempre eles) estavam jantando na mesa ao lado da nossa e quatro crianças que eram seus filhos estavam em outra mesa bem próximos a eles, duas meninas com idade próxima a 10-12 anos e dois meninos mais novinhos que tinham algo em torno de 5 ou 6 anos. Aconteceu de um dos meninos se engraçar pro lado de uns tocos de coqueiro que decoravam o ambiente e ao tentar "abraçar" inocentemente um dos toquinhos, derrubou, num efeito dominó perfeito, os cinco tocos em uma cena típica de filme de comédia. O restaurante inteiro parou e ficou a observar o acontecido, e quando os pais do menino caíram na risada, todo o restaurante se sentiu mais a vontade soltou a risada que estava sendo forçosamente segurada em respeito a eles.
 Nos primeiros dias enquanto estivemos lá, a internet ainda era cobrada mas tínhamos algumas horas grátis por conta do Ambassador. Por um tantinho de azar, no dia que a internet do hotel se tornaria grátis para os hóspedes, deu um probleminha nos servidores do Hotel e terminamos nossa estadia sem internet :(
 O único ponto negativo, se posso me dar ao luxo de dizer isso, foi definitivamente a volta. Nossa, ficar em um hotel durante a parada no Chile durante a volta chega a ser crucial para nossa saúde ... rsrsrsrsrsrs
 Quando chegamos em casa e refletimos sobre tudo, ficamos com o sentimento de sonho realizado e de querer voltar à Polinésia o mais rápido possível. Se fosse por nossa vontade, iríamos para aquele paraíso todos os anos daqui pra frente :D.
 Abração e fica com Deus, Andressa.
 Vivi e André. 

COMPARTILHE

TAGS:

sobre a autora

Posts Relacionados

4 comentários

  1. Oiiiii!
    Eu quase tive um tréco quando achei o teu blog! Jä estava desistindo desse destino tão distante e quase místico por conta dos precinhos nada amigáveis.
    Será que vc pode ajudar a mim também, pleeeeeease???
    Já mandei um pedido no gmail, tá certo?
    Parabéns pelo blog e disponibilidade.
    Maria Eduarda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Maria,

      Já respondi ao seu e-mail.

      Bjs,
      Andressa

      Excluir
  2. Oiiiii Andressa!
    Que máximo esse blog,parabéns por ajudar tantas pessoas...
    Espero que possa me ajudar também,estou pensando em ir com meu marido o Ano que vem para o Tahiti,não sei ao certo o mês ainda,mais não sei nada a respeito do que devo procurar,qual empresa aérea,todas essas coisas,se vc puder me ajudar,me mandando um e-mail,com dicas de como vc fez para ir e tal te agradeço muito!
    Jacqueline Marques
    e-mail jack_19_prudente@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Jacqueline,

      Muito obrigada pela gentileza.

      Acabei de te enviar um e-mail com as primeiras informações.

      Beijos,
      Andressa

      Excluir